RSS

Arquivo mensal: setembro 2010

[ Tati Bernardi ]

“Não sei mais o que fazer das minhas noites durante a semana. Em relação aos finais de semana já desisti faz tempo. Tô fora de dançar os hits das rádios e ter meu braço ou cabelo puxado por um garoto que fala ‘tipo assim’, ‘gata’, ‘iradíssimo’. Tinha me decidido a banir a palavra “balada” da minha vida e só sair de casa para jantar, ir ao cinema ou um ou outro barzinho. Mas a verdade é que por mais que eu ame minhas amigas, a boa música e um bom filme, sinto falta de um amor. Me pergunto onde foi parar a única coisa que realmente importa e é de verdade nesta vida: a tal da química. Mas então onde, meu Deus? Onde vou encontrar gente interessante? Até quando vou continuar achando todo mundo idiota demais pra mim e me sentindo o ser mais idiota de todos? Foi então que eu descobri. Ele está exatamente no mesmo lugar que eu agora, pensando as mesmas coisas, com preguiça de ir nos mesmos lugares furados e ver gente boba, com a mesma dúvida entre arriscar mais uma vez e voltar pra casa vazio ou continuar embaixo do edredom lendo mais algumas páginas do seu mundo perfeito. A verdade é que as pessoas de verdade estão em casa. Não é triste pensar que quanto mais interessante uma pessoa é, menor a chance de você vê-la andando por aí?”

“Eu só queria que ele aparecesse, o homem que vai me olhar de um jeito que vai limpar toda a sujeira, o rabisco, o nó. O homem que vai ser o pai dos meus filhos e não dos meus medos. O homem com o maior colo do mundo, para dar tempo de eu ser mulher, transar para sempre. Para dar tempo de seu ser criança, chorar para sempre. Para dar tempo de eu ser para sempre.”

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 7 de setembro de 2010 em Uncategorized

 

O post anterior foi escrito há quase um mês.

Estava guardado.
Publiquei agora.
Minha vida está ficando mesmo diferente, especial.
Será que agora vai?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2010 em Uncategorized

 

CONSEGUI!!!!



Joguei fora o que não quero mais: as agendas antigas, a dependência, o medo, a baixa auto-estima, tudo!

Renasci das cinzas! A deusa em mim está feliz e livre!
Quero viver, voltar a sonhar , me apaixonar, amar, mergulhar de cabeça!
Sou pisciana:
A Mulher de Peixes

A mulher de Peixes lembra uma ondina, sedutora, misteriosa, ela é capaz de mostrar mil facetas de sua personalidade, cheia de charme e gentileza. Às vezes se mostra indefesa, à superfície das ondas e ao mínimo susto ela mergulha nas profundezas do mar para se proteger. Ela nos lembra a típica donzela do conto de fada, meiga e desprotegida, aguardando que um príncipe a venha socorrer e libertar. Ela precisa de romantismo, ternura, poesia, música, no seu dia a dia, e se o seu par não lhe proporcionar isto, ela irá buscar todo este sonho nos braços de outro amante. Quando jovem ela irá vivenciar terríveis dramas amorosos de onde ela sairá fortalecida e sábia. Sim, sábia, pois é esta sabedoria interior que aparece mais tarde, sabedoria que lhe dará um brilho todo particular nos olhos, cheios de compaixão e compreensão. A pisciana é uma bruxa nata, e ela poderá até brincar com o seu lado ‘ruim’, especialmente se ela for tratada mal. Mas nunca será vingativa. Ela simplesmente fugirá nas profundezas do mar azul….




Amo ser assim e não vou mais ser diferente!
A vida é muito curta para ser desperdiçada com mal-humor!
Quero ser protegida, mimada, cuidada, amada! Se não for assim, prefiro me retirar para as “profundezas do mar azul” e ficar lá sozinha!

E tenho dito! rs





 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2010 em Uncategorized

 
 
%d blogueiros gostam disto: